Link

Mailgun – Alternativa para Mandrill

Olá pessoal,

Recentemente o mandrill (api para disparo de e-mails) removeu o plano gratuito que MUITA gente utilizava com fé na sua gratuidade. Ferrou!!

Como sempre (ou quase sempre), tem um carinha de stand-by pronto para nos ajudar.
Nesse caso, mailgun caiu muito bem.  🙂

O mailgun disponibiliza (até o momento deste post) 10 mil disparo de e-mails gratuitos, por cada conta. Acredito que, para um projeto que quer uma solução de e-mail grátis e com bastante integração, 10 mil e-mails está de bom tamanho.

Enfim, deem uma olhada no mailgun e aproveitando a oportunidade, irei deixar aqui também uma referencia a um pacote muito bacana que utilizei para integrar o mailgun com o Laravel. Espero que gostem.

https://github.com/Bogardo/Mailgun

Utilizem bastante.   🙂

Buscando arquivos e pastas de um determinado usuário – Linux

Olá pessoal,

Precisei utilizar um recurso simples no linux e vou compartilhar com vocês.
Basicamente, precisei filtrar todos os arquivos e diretórios em /home/ubuntu/, onde o dono desses registro era o usuário ‘soufraz’.

find /home/ubuntu -user soufraz

Em meu caso, a instalação de um programa alterou alguns arquivos indevidamente. E então, precisei procurar tudo que foi alterado para anexar ao log de bugs do fórum do programa.

Utilizem bastante.   🙂

Validação personalizada com jQueryValidation – JS

Olá pessoal,

O jQueryValidation é um plugin js que nos permite fazer validações em formulários HTML.
Atualmente, ele contém vários métodos de validação disponíveis.
Porém, muitas vezes precisamos criar uma regra de validação própria para formulários em nosso sistema.

Pensando nisso, o jQueryValidation tem um recurso de extensão para adição de métodos de validação. Um método muito tranquilo de se utilizar que permite a você continuar utilizando o plugin, mesmo pra suas próprias regras de validação.

Abaixo, criarei uma regra chamada ‘meu_numero’ que permitirá  números decimais com vírgula (o padrão do jQueryValidation é com ponto).

jQuery.validator.addMethod("meu_numero", function (val, el) {
    return this.optional(el) || /^(\d+|\d+,\d{1,2})$/.test(val);
}, "Tipo de campo incorreto. Utilize somente números e uma vírgula.");

Utilizem bastante.  🙂

Mensagem aos amigos desenvolvedores PHP

Iai pessoal beleza?

Recentemente tenho estudado muito acerca da descriminação em cima do PHP.
Posts e pessoas que afirmam que a linguagem é insegura, que é incompleta, que tem um monte de bugs, que vira e mexe tem que voltar a aplicação para refazer algo e assim vai.
O que me deixa mais chateado é a critica sem base. Se uma pessoa diz que DOT.NET é melhor do que PHP porque a cada atualização do PHP uma ou mais funções ficam depreciadas exigindo o refatoramento do código, essa pessoa se encaixa em dois perfis:
1. É um profissional preguiçoso;
2. Não conhece a linguagem que trabalha.
Todas as linguagens tem atualizações. E as atualizações são feitas para melhora. Quando é lançado uma nova versão de uma determinada linguagem e tenho que atualizar algumas funções em meu código, tenho que entender que os mantenedores da linguagem estão pensando em melhorar a linguagem e deixar flexivel e robusto o desenvolvimento de aplicações. E eles não arrancam de vez aquela função do biblioteca. A função fica depreciada por um tempo. Que seria tempo de varrer-mos o código e alterar o necessário. Ou seja, a todo momento eles pensam na melhora e sem prejudicar os desenvolvedores (nós). E é isso que tem que estar na mente do verdadeiro profissional. E flexivelmente, temos que nos adaptar as novas funcionalidades da linguagem.
Quando partimos pra o conceito desenvolvimento da linguagem PHP, a primeira coisa que dizem é que por ‘qualquer pessoa’ poder programar em PHP muito fácil, as aplicações acabam sendo inserguras.
O que frequentemente acontece é que os programadores acabam fazendo os códigos de qualquer jeito. Pegam freelas de 200 a 300 reais e só porque o valor é relativamente pequeno acabam fazendo o código de uma maneira rápida e complicada. Melhor dizendo, escrevem códigos apenas para funcionar. Com isso acabam esquecendo que em um outro momento, um outro programador terá que implementar alguma funcionalidade no sistema. E neste momento é que dobra o preconceito em cima da linguagem. Pois um profissional que programa ou programou em JAVA pegar um código em PHP bagunçado pra implementar algo, ele não estará errado quando começar a resmungar dos armengues que o outro programdor fez.
Concordo que tem momentos que precisamos de qualquer dinheiro no bolso. Mas isso não justifica sair fazendo loucuras em sites e sistemas só para pegar o dinheiro rápido e fácil. Acabará acontecendo o efeito boomerang. E quando o mesmo não acontecer, lá na frente irão parar de pegar serviços com você porque alguem viu seu código e falou pro seu cliente que você era um desenvolvedor amador. E acreditem, isso acontece! Os clientes não estão nem ai pra o que tem por trás de uma galeria de fotos em PHP MySql. Mas um dia acontece de alguem inventar de ver os arquivos do FTP dele pra ver como estão escrito os códigos. E ai saem criticando sem ética e querendo ou não com razão.
Então galera, vamos valorizar a linguagem que trabalhamos. Vamos tentar fazer com que a comunidade PHP seja vista de uma forma diferente. Vamos mostrar que temos capacidade suficientes para desenvolver aplicações extremamente seguras, robustas e de fácil manutenção por qualquer terceiro programador.

Contamos com a ajuda de toda a comunidade!